• É SEGURO VIAJAR SOZINHO PARA CAPE TOWN?

DICAS DE SEGURANÇA PARA NÃO PASSAR PERRENGUE DURANTE SUA VIAGEM

Uma das perguntas que mais recebo é sobre a segurança para quem vai sozinho para Cape Town. Muita gente tem uma imagem bem ruim da África do Sul. Direto recebo links com rankings onde o país aparece como um dos mais perigosos do mundo. Também já ouvi muitos brasileiros fazendo terrorismo com quem gostaria de ir pra lá, falando que ouviu dizer que alguém foi assaltado, que não dá pra sair na rua…

Claro que algumas pessoas vão ter experiências ruins. E experiências ruins viralizam muito mais que as experiências boas. Mas elas são a absoluta minoria. Não desanime ou se deixe influenciar por relatos negativos sobre Cape Town.

Tomando os cuidados certos, você terá uma viagem inesquecível!

COMO É A SEGURANÇA PARA QUEM ESTÁ SOZINHO EM CAPE TOWN

Tenha em mente que Cape Town é uma cidade grande, que fica num país em desenvolvimento, assim como São Paulo e Rio de Janeiro . Então, existe muita desigualdade. Existem também locais mais seguros e menos seguros para turistas.

Sea Point e Green Point são áreas bastantes turísticas e muito seguras na Cidade do Cabo. São muito bem policiadas e há um grande movimento de pessoas nas ruas. Lá eu andava sozinha, durante o dia, durante a noite, algumas vezes de madrugada e sempre me senti segura. Se formos fazer uma comparação, essa parte da cidade seria como a Zona Sul no Rio de Janeiro.

Em Camp’s Bay também é possível andar a pé pela rua principal que é cheia de bares e restaurantes com grande movimento.

A cidade começa a ficar um pouco mais problemática quando vamos em direção ao centro. Como em todo centro de cidade grande, existem pedintes e moradores de rua. É onde a maioria dos incidentes de furto ou roubo acontecem. Aqui é possível andar a pé durante o dia nas ruas mais movimentadas, como a Long Street, Bree, Loop, ou na rua principal do Bokaap. Mas é importante SEMPRE, SEMPRE estar atento aos seus pertences.

As principais ocorrências durante o dia são furtos, que na maioria das vezes podem ser evitados se tivermos mais atenção às nossas coisas.

Durante a noite, não recomento andar a pé nesses lugares.

A noite, principalmente nas imediações da Long Street, é comum ouvir histórias de tentativas de assalto com facas, spray de pimenta. Essa é a rua dos bares, está sempre lotada de turistas, é muito comum as pessoas saírem bêbadas, desatentas e os bandidos se aproveitam dessa vulnerabilidade.

Então, não se coloque nessa situação!

Mesmo que seu destino for a uma pequena distância, peça um Uber ou Bolt, seja pra te levar pra casa, seja pro Mc Donald’s no fim da rua. Custa muito barato e vai te manter seguro de um eventual assalto.

DICAS BÁSICAS DE SEGURANÇA

Brasileiros já são naturalmente escolados quando se trata de segurança. Todos nós já conhecemos de cor o que devemos fazer para minimizar os riscos de sermos assaltados.

Quando for viajar para outro país, não se esqueça dessas medidas. Muitas vezes temos uma sensação de segurança maior quando estamos viajando, e é nessa hora que as coisas acontecem.

Então, aqui vão algumas regrinhas básicas de segurança:

  1. Não ande com o celular na mão, ou no bolso de trás da calça;
  2. Não ande com sua câmera profissional pendurada;
  3. Tenha atenção com suas bolsas e mochilas;
  4. Não abra a carteira cheia de dinheiro na rua;
  5. Se algum morador de rua vier conversar ou se aproximar pedindo dinheiro, fale não e se afaste. É triste demais, eu sei. Não são todos, mas, algumas vezes, eles usam desse artifício para te furtar ou tentar um assalto. Então nesse caso, melhor pecar pelo excesso;
  6. Evite andar a pé, à noite, de forma geral;
  7. Jamais, nunca, em nenhuma hipótese ande a pé a noite na região central da cidade;
  8. Nos hotéis, evite deixar bens de valor à mostra;
  9. Não deixe seu dinheiro em apenas um lugar, esconda pequenas quantidades de dinheiro em vários lugares diferentes;
  10. Sempre tranque sua mala, de forma segura, para que não seja possível fazer a “cesária”;
  11. Leve sempre uma cópia do passaporte, ela é aceita em todos os lugares. O único lugar onde o passaporte original é exigido é na casa de câmbio quando você for trocar dinheiro.

Seguindo essas dicas e todo o resto que vocês já sabem, você está diminuindo consideravelmente suas chances de ter algum problema relacionado à segurança.

No mais, não deixe de aproveitar Cape Town, que é uma cidade maravilhosa e que vai te receber como nenhuma outra.

COMO É A QUESTÃO DO ASSÉDIO NA ÁFRICA DO SUL? (TÓPICO ESPECIAL PARA AS MENINAS)

Uma preocupação grande pra nós, meninas que viajam sozinhas, é a questão do assédio. Quando vamos para um país tão diferente culturalmente, sempre fica aquela dúvida se é seguro andar sozinha ou vestir aquele short mais curto.

Eu não vou esconder a verdade de vocês, jamais faria isso. Tento sempre ser o mais sincera possível par que sua experiência lá seja tão legal quanto a minha foi. Então, para me manter fiel à essa postura, preciso dizer:

Em Cape Town existe assédio.

Mas é basicamente o mesmo que vivemos e estamos acostumadas aqui no Brasil. Aquela velha história de passar na frente da obra, sabe? Homens falando coisas impróprias e inoportunas. Mas eles nunca te abordam. É apenas a falação mesmo.

Eu me sentia à vontade para usar todos os tipos de roupa, vestidos, shorts, transparências… Alguns homens falam algumas coisas, mas você pode ignorar ou soltar um F*** off que eles te deixam em paz.

Eu sempre andei com roupas curtas e nunca fui abordada. O assédio era aquele que estamos acostumadas, os homens falando besteira. Mas tudo administrável.

Como eu me vestia em Cape Town

No Bokaap, que é uma comunidade muçulmana, você também pode usar qualquer tipo de roupa, mas se prepare para os olhares de julgamento que vai receber. Eles não falam, mas te julgam muito com o olhar. Eu não ligo, então pra mim não foi um problema.

Se você acha que vai se sentir desconfortável, no dia que for visitar o bairro vista uma roupa um pouco mais coberta.

Mas nem tudo são flores

Em todo o meu tempo em Cape Town, eu não tive incidentes significativos de assédio.

Mas tive alguns inconvenientes durante o voo que fiz pela TAAG, companhia angolana.

Vejam bem o que mulher é obrigada a passar nesse mundo: O passageiro do meu lado (angolano), quando percebeu que eu estava sozinha, começou a dizer que eu já tinha passado da idade de casar, porque estava velha, sozinha e que ele era o marido para mim, que ele não se importava com idade.

Sorri amarelo, tomei meu remédio de dormir e apaguei. Acordei umas 3 ou 4 vezes com ele me cutucando para puxar papo durante o voo.

Na volta pedi pra marcarem meu assento do lado de uma mulher, mais por precaução mesmo. Porque acredito que isso seja um episódio isolado.

Resumindo, pode ser que você passe por alguma situação desconfortável com homens falando besteiras, mas não é nada muito diferente do que já sofremos no Brasil. Então dá pra administrar.

 

É claro que devemos considerar a segurança quando escolhemos um destino. Mas não se baseie em posts sensacionalistas de internet, ou em pessoas que tiveram uma experiência ruim. Converse com pessoas que moram no lugar, converse com outros turistas que tiveram boas experiências e leve tudo em consideração. A África do Sul é um país lindo demais para não ser visitado em razão de um medo, muitas vezes infundado e exacerbado com a segurança.